terça-feira, 15 de outubro de 2013

Atividades sobre oxítonas, paroxítonas e proparoxítonas (I)


Leia o poema, de Sérgio Capparelli:

UMA CIDADE NOVA
Vamos juntos
Criar uma cidade
Feita de vidro
E transparências. 

Uma cidade 
De altas chaminés
Onde pousem pássaros
E arco-íris.

Uma cidade 
Que saiba tirar
Essa mancha
Chamada fome.

Uma cidade
Alegre e sem culpa
Igualzinha à nossa 
Mas bem diferente.
(Tigres no quintal. 4. ed. São Paulo: Global, 2008.)

O poeta imagina “uma cidade nova”, feita de vidro e transparências.
1. Releia a 1ª e a 2ª estrofes: O que haveria de bom nessa cidade nova?

2. Releia a 3ª estrofe: O que há, na cidade velha, que não existiria na cidade nova?

3. Na sua opinião, o que é necessário para que uma cidade seja alegre e sem culpa?

4. Classifique estas palavras extraídas do poema em oxítona, paroxítona ou proparoxítona:
criar - cidade - transparências - chaminés - pássaros - tirar - fome - diferente