quinta-feira, 9 de maio de 2013

Atividade sobre Verbo de ligação e predicativo do sujeito - 7º ano


Leia o poema a seguir, de Carlos Queiroz Telles, e responda às questões de 1 a 5.

Identidade
Cabelos molhados,
sol encharcado,
pele salgada,
vento nos olhos,
areia nos pés.
O corpo sem peso
é nuvem à toa.
O tempo inexiste.
A vida é uma boa!
Mergulho na água
azul deste céu.
Sou peixe de ar.
Sou ave de mar.
Mergulho em mim mesmo,
silêncio profundo.
Sou eu e sou Deus
de passagem no mundo,
nadando sem rumo
entre conchas e paz.

1. O eu lírico de um poema nem sempre representa o próprio poeta.
a) Com base no verso “Mergulho em mim mesmo”, responda: Quem é o eu lírico desse poema?
b) Em que lugar está o eu lírico, no poema? O eu lírico está à beira-mar, durante o dia.

2. A 2ª estrofe do poema descreve as sensações do eu lírico em contato com o mar:
“O corpo sem peso / é nuvem à toa.”
“A vida é uma boa!”
a) Explique por que ele tem a sensação de ter o “corpo sem peso”. Porque ele está boiando nas águas do mar.
b) Quais são os predicativos do sujeito dessas duas orações? nuvem à toa / uma boa
c) Para caracterizar a vida, foi empregada uma expressão coloquial: “uma boa”. O que ela significa? agradável, ótima, maravilhosa
um homem ou um menino

 3. Você já viu a linha do horizonte no mar, aquele ponto em que o céu se confunde com o mar?
Então releia a 3ª estrofe e responda:
Por que o eu lírico:
a) fala em água azul do céu? Porque o céu pode ser mar, e o mar, céu.
b) diz ser “peixe de ar” e “ave de mar”? Porque o céu e o mar se confundem e ele pode ser ave e peixe.

4. A água e o banho sempre estiveram relacionados com a ideia de purificação e de renascimento
(veja, por exemplo, o significado que tem o batismo em várias religiões).
a) Que verso demonstra que o mergulho nas águas do mar propicia ao eu lírico um mergulho
em seu próprio interior? “Mergulho em mim mesmo.”
b) Que palavra da última estrofe traduz o estado de espírito do eu lírico após os mergulhos que
fez? Paz.

5. Leia as frases:
Maria Lúcia é baixinha.
Maria Lúcia está baixinha para a idade.
Observe, na 1ª frase, que o falante, ao se referir a uma característica permanente, definitiva de
Maria Lúcia, empregou o verbo de ligação ser (na forma é). Na 2ª frase, o falante empregou o
verbo estar (na forma está), porque deseja se referir a um estado transitório de Maria Lúcia: ela
está baixinha, mas pode crescer.
a) Qual das frases abaixo você empregaria se quisesse dizer que seu cachorro come o tempo todo?
 • Meu cachorro está faminto.
 • Meu cachorro é faminto.
b) Crie uma frase com verbo de ligação para afirmar que, por ter ido muito bem numa avaliação
de Matemática, feita hoje, você se alegrou muito.
c) Crie outra frase, com verbo de ligação, para dar a entender que você sempre está alegre.
 Resposta pessoal. Sugestão: Eu sou uma pessoa alegre.

Fonte: Português: Linguagens — William Roberto Cereja e Thereza Cochar Magalhães Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...